Arquivo | abril 2012

Biblioteca Particular – Agora Sim!

Vamos esquecer este passado, com tudo desorganizado e uma tremenda vergonha por não dar aos livros um  lugar descente como eles merecem.

Prometi que voltaria aqui e mostraria uma Biblioteca Particular que realmente merece ser mostrada e apreciada. Confesso que ainda não está inteiramente como nos “meus sonhos” e que ainda faltam alguns ajustes, mas agora, eu posso mostrar, com orgulho:

(Para visualizar melhor/maior, é só clicar na foto)

Ainda tenho alguns álbuns, cadernos e folhetos para guardar do modo mais adequado possível. Muitas vezes participamos de cursos ou ganhamos encartes com receitas de culinária entre outros impressos repletos de informações úteis e estes precisam de um certo cuidado para não se perderem.

Mas se já cheguei até aqui, agora falta pouco!

E viva a leitura!

Artesanato – Crochê e Artes Manuais

A arte da agulha está presente em muitas gerações e conserva seu encanto em todos os tempos. Minha mãe domina o crochê e faz trabalhos maravilhosos em seus momentos de “terapia” (ela diz que nada lhe acalma mais que fazer crochê).

Trouxe aqui algumas revistas que encontrei nas minhas buscas pela internet. Encontrei todas para livre acesso, sem restrições de autoria e/ou cópia e por isso estou apresentando-as aqui.

A única alteração que fiz foi mudar o formato – de imagens zipadas para arquivos em PDF (compatíveis com o Adobe Reader) – por facilitar a vida de quem utiliza o celulares ou tablets para acessar sua publicações.

É só clicar na edição desejada e fazer o download, ok?


croc

croche

patchword

Disponível também:

5 Segredos Do Artesanato De Sucesso

⇒ Projeto de Bolsa Lone Star da Ana Cosentino

Obs.: Caso direitos autorais sejam solicitados, as edições serão tiradas do ar imediatamente.

Nossa Senhora das Graças

Nossa Senhora das Graças

Esta imagem ganhei da minha avó materna, que hoje, se estivesse entre nós, completaria 96 anos, na minha Primeira Eucaristia.

Sou devota de Nossa Senhora das Graças e conservo a imagem da melhor forma. Apesar de ser antiga e ter sofrido um pouco com o tempo, é muito preciosa para mim.

Há alguns anos comprei o anel e sempre em minha mão esquerda (sou canhota) e no coração levo a Mãe de Jesus.

Aos que creem, sabem que a adoração não é DA imagem e sim, ATRAVÉS da imagem. Para que entendam, é como uma foto: você não tem amor pela foto em si e sim pela imagem de quem você ama que está impressa nela.

*****

Foi na segunda aparição a 27 de novembro de 1830, em Paris, na França; que Nossa Senhora apareceu a uma das Irmãs da Caridade de São Vicente de Paulo, à humilde noviça Santa Catarina Labouré. Ela descreve como lhe foi revelada a Medalha da Imaculada Conceição:

A Virgem apareceu sobre um globo, pisando uma serpente e segurando nas mãos um globo menor, oferecendo-o à Deus, num gesto de súplica.

Enquanto A contemplava, Catarina ouviu uma voz que lhe disse:

“Este globo que vês representa o mundo inteiro e especialmente a França, e cada pessoa em particular. Os raios são o símbolo das Graças que derramo sobre as pessoas que Me as pedem. Os raios mais espessos correspondem às graças que as pessoas se recordam de pedir. Os raios mais delgados correspondem às graças que as pessoas não se lembram de pedir.“

A ORAÇÃO:

Enquanto Maria estava rodeada duma luz brilhante, de repente, o globo desapareceu e suas mãos se estendem suavemente, derramando sobre o globo brilhantes raios de luz. Formou-se assim um quadro oval, rodeado pelas palavras em letras de ouro:

“Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós”.

Virou-se então o quadro, aparecendo, no reverso, um ” M” encimado por uma cruz e, embaixo, os corações de Jesus e de Maria. E a Santíssima Virgem lhe pede:

A PROMESSA:

’’Manda cunhar uma Medalha por este modelo; as pessoas que a trouxerem indulgenciada, receberão grandes graças, mormente se a trouxerem ao pescoço; hão de ser abundantes as graças para as pessoas que a trouxerem com confiança.“

E assim foi cunhada, em Paris, esta medalha, que logo s espalhou pelo mundo inteiro, derramando graças tão numerosas e extraordinárias que o povo, espontaneamente, passou a chamá-la: ” A Medalha Milagrosa”.

ORAÇÃO A NOSSA SENHORA DAS GRAÇAS

Súplica – Ó Imaculada Virgem Mãe de Deus e nossa Mãe, ao comtemplar-vos de braços abertos derramando graças sobre os que vo-las pedem, cheios de confiança na vossa poderosa intercessão, inúmeras vezes manifestada pela Medalha Milagrosa, embora reconhecendo a nossa indignidade por causa de nossas inúmeras culpas, acercamo-nos de vossos pés para vos expor, durante esta oração, as nossas mais prementes necessidades (momento de silêncio e de pedir a graça desejada).
Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa, este favor que confiantes vos solicitamos, para maior glória de Deus, engrandecimento do vosso nome, e o bem de nossas almas.
E para melhor servirmos ao vosso Divino Filho, inspirai-nos profundo ódio ao pecado e dai-nos coragem de nos afirmar sempre verdadeiros cristãos. Amém.

Rezar 3 Ave-Marias.

– Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós.

Oração Final – Santíssima Virgem, eu creio e confesso vossa Santa e Imaculada Conceição, pura e sem mancha. Ó puríssima Virgem Maria, por vossa Conceição Imaculada e gloriosa prerrogativa de Mãe de Deus, alcançai-me de vosso amado Filho a humildade, a caridade, a obediência, a castidade, a santa pureza de coração, de corpo e espírito, a perseverança na prática do bem, uma santa vida e uma boa morte. Amém.